Rock Content

Marketing é a ciência e a arte de explorar, criar e criar valor para atender às necessidades de um mercado-alvo lucrativo. Marketing identifica necessidades e desejos não atendidos. Define, mede e quantifica o tamanho do mercado identificado e o potencial de lucro.

(Este é o primeiro áudio deste conteúdo no qual discutimos a definição e a história do marketing.)

Áudio 2: Conceitos e Tipos de Marketing

Áudio 2: estratégia de marketing na prática

Voce sabe O que é marketing??

Se essa foi a questão principal que te trouxe até aqui, posso dizer que você encontrou o lugar certo.

Este artigo explica o conceito, os principais tipos de marketing e uma variedade de outras informações que você precisa para começar.

Se você já é um profissional de marketing ou está em um nível avançado, este artigo provavelmente não é para você! Use nossa busca para encontrar conteúdo avançado!

Neste post você aprenderá:

Agora vou explicar em detalhes o que é este conceito e outros detalhes muito interessantes!

Conceito: o que é marketing?

O primeiro passo para entender o que é marketing é definir o conceito.

Marketing é uma palavra que vem da língua inglesa, embora seja inerente à cultura mundial.

Mercado significa em inglês que mercado e marketing podem ser traduzidos como marketing, um exame das causas, objetivos e resultados gerados pelas diferentes maneiras pelas quais o mercado é tratado.

Marketing é a ciência e a arte de explorar, criar e criar valor para atender às necessidades de um mercado-alvo lucrativo. Marketing identifica necessidades e desejos não atendidos. Define, mede e quantifica o tamanho do mercado identificado e o potencial de lucro.

Philip Kotler – Gestão de Marketing

Segundo a American Marketing Association, o termo é o seguinte: "Marketing é uma atividade, um conjunto de instituições e processos para criar, comunicar, entregar e compartilhar ofertas que são valiosas para consumidores, clientes, parceiros e sociedade em geral. "

Ou seja, o marketing é um conjunto de estratégias, técnicas e práticas que têm como objetivo principal agregar valor a determinadas marcas ou produtos, a fim de dar maior importância a um público específico, os consumidores.

Se você acredita que o marketing é apenas sobre a venda de algo, isso é um erro.

Este conceito vai fundo em tudo o que inclui este processo, bem como produção, logística, marketing e pós-venda do produto / serviço.

Origem do marketing

Embora o marketing seja um campo relativamente novo de pesquisa e conhecimento, ele está presente em nossas vidas há muito tempo.

A maioria dos estudiosos diz que o marketing, como o conhecemos, originou-se no início dos anos 1900, mas a própria definição do conceito afirma: "O marketing envolve a identificação e a satisfação das necessidades humanas e sociais".

Bem, nós temos todas as necessidades e a humanidade as tem antes de 1900, certo? Segundo os estudiosos, as transações se desenvolveram desde a antiguidade até o século XIX, da forma que conhecemos hoje.

O marketing como campo de estudo surgiu à medida que a competição entre empresas começou a apodrecer e os profissionais de marketing começaram a especular sobre como atrair e aumentar seu público.

O pensamento na época era "vender a qualquer preço".

Essa ideia ganhou força em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, quando os EUA se recuperaram de uma crise econômica e a indústria teve que vender mais a qualquer preço.

A palavra marketing deriva do latim "mercare", que se refere ao ato de marketing na Roma antiga. Logo se tornou o símbolo dos crescentes esforços para aumentar as vendas.

Bem, para dizer a verdade, no início de todas as táticas de marketing com base mentiras e truques para enganar o consumidor.

Fico feliz que tenhamos desenvolvido mais Inbound marketing, certo? P. T. Barnum foi o grande mentor dessas práticas através de seu livro A arte de conseguir dinheiro.

A desconfiança dos profissionais de marketing baseia-se amplamente nas práticas propostas neste livro. Obrigado, P.T!

Os primeiros estudiosos e o surgimento do marketing como conhecimento

Para evoluir e não mais apenas um punhado de práticas para dissuadir o público, os cientistas vêm desenvolvendo e testando métodos de marketing mais eficientes desde a década de 1940.

Walter Scott conduz um estudo brilhante sobre o uso da psicologia na publicidade e mostra como o encorajamento do comportamento humano antecipado leva ao consumo e como é uma ferramenta útil para o mundo dos negócios.

Bartels, Polanyi e Peter Drucker estudam o marketing "puro", transformando-o em uma mentalidade prática que muitos consideram subjetiva, mas quase "artística".

Bem, podemos ter algumas dúvidas a esse respeito, mas quando Drucker publica seu livro, "The Practice of Management", os empresários e investidores veem o marketing como um investimento a ser considerado.

As linhas tradicionais de marketing são agora lideradas por Kotler e Keller através da famosa "Administração de Marketing", com sua primeira edição de 1967.

Ele vê a linha de pensamento como algo voltado para o consumidor, em que as empresas não apenas pensam em vendas e lucros, mas também conhecem o público e criam campanhas que falam com eles.

A história do marketing

Estudos de homem

É virtualmente impossível definir exatamente quando o marketing surgiu, já que é uma atividade tão antiga quanto a primeira troca e venda realizada pelas antigas civilizações.

Naquela época, as estratégias de marketing que conhecemos hoje eram usadas com recursos que não são bem definidos, mas muito semelhantes.

A maneira como você se comunica com o objetivo de mostrar aos clientes o valor de seu produto ou serviço para fazer uma venda parece fácil demais, mas isso é marketing.

Hoje em dia, é fácil ver quais marcas e empresas estão fazendo o melhor para o mercado e quais são mais para se dedicar.

Hoje em dia, o marketing é tão importante para qualquer processo de compra que praticamente desdenha as empresas que não se saem bem.

Horário de marketing

Curta linha do tempo da história do marketing e todas as atividades, incluindo o principal material publicitário.

A Hubspot criou um infográfico completo na linha do tempo de marketing que vale a pena conferir!

O desenvolvimento do conceito de marketing

1950

A "prática administrativa" de Drucker está dando os primeiros passos em direção ao marketing, onde é vista como uma força para vender mais através de processos orientados para o consumidor e atrair a atenção de gerentes e empreendedores.

1960

Em 1967 Philip Kotler lança a primeira edição de "Marketing Management", cujo marketing "pai" Theodore Levitt precedeu o artigo "Myopia in Marketing".

A partir daí, artigos científicos, resultados de pesquisa e dados relevantes foram publicados e divulgados, as estratégias de marketing foram mais seriamente investigadas, e o mercado passou a usar cada vez mais essas técnicas. Kotler citou a definição de marketing como "… um processo social no qual as pessoas adquirem o que querem […] Negociação de produtos e serviços […]".

1970

Marketing tornou-se uma obrigação para as empresas.

Grandes marcas tinham seus próprios escritórios, que estavam em constante contato com as agências de publicidade da Madson Avenue. Homens loucos, Governos, organizações civis e religiosas usam estratégias de marketing para adaptá-las às suas necessidades.

A ideia de "vender a qualquer preço" é refletida em "satisfação em primeiro lugar".

1980

Os anos 80 são os anos de mania,

Gurus de marketing usam teorias para mostrar seu conteúdo científico, mas lideram o marketing de massa. Isso tornou uma preocupação de empresas de todos os tamanhos e departamentos.

Bem no meio estrondograndes comerciantes estavam no escuro, como Al Ries, que fez a primeira definição de posicionamento de marca, e Jay Conrad Levinson o primeiro a falar sobre marketing de guerrilha.

1990

Tecnologia vem na década de 1990 e traz CRM Customer Relationship Management – e as lojas virtuais.

Os avanços tornaram possível gerenciar os relacionamentos com os clientes em larga escala. Além de criar um canal de comunicação que tem sido muito popular ao longo dos anos.

A personalização da marca tornou-se um compromisso e o marketing se concentra na sociedade com foco em causas e ações sociais.

2000

00 é o ano do celular, Internet a cabo, viralização, crossmedia, Comércio eletrônico e redes sociais.

É o primeiro exemplo de poder do cliente desde as primeiras ideias de marketing dos anos 50: a forma como as empresas oferecem, comunicam e distribuem os seus produtos mudou completamente, especialmente com o comércio eletrónico.

A mídia espontânea e as interações sociais intervêm aqui na publicidade tradicional, que mudou a forma como moldamos o marketing e a comunicação.

2010

Período em que a transformação digital toma forma.

Search Marketing (SEO / SEM), Inbound Marketing, Marketing de Relacionamento, Marketing de Conteúdo.

Embora alguns tenham surgido antes, há um crescimento no marketing em 2010 que se concentra em como o consumidor se comporta com a empresa e o produto / serviço.

A ideia é colocar a marca no cotidiano das pessoas, esquecer o marketing intrusivo e investir no relacionamento.

Search engine marketing

O marketing de mecanismos de busca está mostrando a tendência para os próximos anos, combinando conteúdo (marketing de conteúdo / SEO), mecanismos de busca (Google) e marketing de mecanismo de busca (SEM).

Todos os três trabalham juntos – para não mencionar as outras formas de marketing digital – e a tendência é de uma evolução natural, como foi o caso nos anos 50.

CTA Marketing Digital

(Se você clicou aqui para começar a ouvir, é porque você já conhece o básico do marketing.)

Os quatro P & s de marketing

Marketing Mix

Também conhecido como Mix de Marketing ou Composto de Marketing: Estas são as variáveis ​​que determinam e influenciam a maneira como suas estratégias são colocadas juntas, e também influenciam a resposta do mercado a seus investidores.

Agora conheça as características dos quatro P's: preço, local, produto e promoção.

  • Faixa de preço: Ponto muito auto-explicativo. Quanto ao valor e como o cliente irá cobrar pelo seu produto. Além da definição do valor, outras questões, como o tipo de liquidação e outras estratégias orientadas ao pagamento, também são abordadas.
  • lugar: Indica onde o seu produto é comercializado. Este ponto pode ser um pouco confuso quando analisamos o contexto do e-commerce porque ele está na Internet e pode ser entregue em qualquer lugar do mundo (dependendo da logística de cada empresa).
  • produto: Isso é importante porque deixa claro quais recursos o produto ou serviço sua empresa fornece no mercado. Também ajuda a definir e moldá-lo.
  • promoção: Este último ponto refere-se às estratégias utilizadas para divulgar o produto ou serviço. É aqui que entra publicidade.

4 P de marketing

É importante entender que, embora o mix de marketing seja muito importante, ele pode servir apenas como modelo para classificar melhor suas atividades de marketing, mas nunca limitá-las.

Hoje, com os vários avanços tecnológicos, especialmente a Internet, existem vários cenários em que os 4Ps de marketing não se encaixam perfeitamente.

Um bom profissional de marketing deve entender como ele trabalha para poder derivar seus princípios e aplicá-los a outros cenários.
& # 39;

O que é gerenciamento de marketing?

A diferença entre marketing e publicidade e o que esses cursos superiores ou técnicos ensinam é que a publicidade e a propaganda preparam o material que melhor se comunica com o público da marca.

Você é responsável por criar o projeto, o conceito e a peça. Seja uma pasta, um marketing digital ou até mesmo um anúncio.

O gerenciamento de marketing funciona antes e depois da criação. Os profissionais responsáveis ​​por essa área precisam entender o consumidor, o que ele quer, o que ele precisa e como o produto é adequado.

Então você deve entender qual é o perfil desse público e como chegar lá. E isso inclui tudo, de persona a linguagem.

Também cabe a ele mapear algo Canal que distribuirá esta parte. TV? Jornal? Internet? As lojas de departamento? Conveniência? Isso não importa. Realmente importa onde o público está e como ele consome a informação.

Em seguida, as pessoas criativas podem usar essas informações e pensar em como elas podem alcançar o grupo-alvo.

Após este processo, a distribuição deve ocorrer.

E não pare por aí. Em qualquer estratégia, o mais importante é medir os resultados e medir a eficiência e a eficácia desse projeto. É importante ter KPIs bem definidos para o que você deseja alcançar com a comunicação.

Se os resultados foram esperados ou superados, as expectativas foram bem sucedidas. Se ela não agir como um pensador, é hora de avançar passo a passo, não culpar alguém, mas ver onde estava o erro e consertar o erro da próxima campanha.

Quando pensamos em uma palavra que poderia definir o que é essa gestão de marketing, podemos falar sobre estratégia. Sem estratégia, sem saber onde estamos, para onde queremos ir e como chegamos lá, os esforços não são focados e garantem resultados.

Há também atribuições de intervalo:

  • Desenvolver planos de marketing;
  • Reconhecer oportunidades de crescimento de área;
  • Desenvolver e melhorar a comunicação para fortalecer a marca;
  • Desenvolver as melhores ofertas para o mercado consumidor;
  • Digite o valor que o produto / serviço deve entregar.
  • Meça o que é feito.

Leia este artigo para ler os conceitos e aquele destinado à administração de marketing.

filosofias de gestão de marketing

Ao longo dos anos, diferentes objetivos de marketing evoluíram, mas devem ser escolhidos por cada empresa.

Os diversos interesses que pertencem à organização, seus clientes e à sociedade trouxeram cinco orientações fundamentais que alinharam os objetivos de marketing da empresa.

Eles são conhecidos como filosofias de gestão de marketing e são divididos em: orientação de produção, orientação de produto, orientação de vendas, orientação de marketing e orientação de marketing holística.

Manual de produção

É provavelmente um dos conceitos mais antigos.

Ele argumenta que os consumidores estão procurando produtos que sejam fáceis de encontrar e econômicos. Portanto, as empresas buscam alta eficiência de produção com baixo custo e distribuição em massa. Esta ideia foi assumida por empresas de tecnologia e As matérias-primas,

orientação do produto

Orientação do produto significa que os consumidores preferem produtos de qualidade e desempenho superiores ou possuem recursos inovadores. Este é o oposto da produção, onde as empresas se concentram em produzir itens de qualidade e aperfeiçoá-los ao longo do tempo.

Um novo produto não será necessariamente bem-sucedido, ele deve ser anunciado, visualizado e distribuído de acordo.

orientação vendas

Aqui, as empresas supõem que os consumidores nunca compram os produtos da organização por conta própria em quantidades suficientes (olá consumismo!).

Dessa forma, ofertas e promoções são criadas para que o cliente compre mais unidades, mesmo que isso não seja necessário. A ideia é a ideia do ex-vice-presidente de marketing da Coca-Cola: vender mais, mais pessoas por mais dinheiro para obter lucro.

orientação de marketing

Essa orientação surgiu em meados da década de 1950 e faz parte da filosofia "Sentimentos e Respostas".

É focada no cliente e tenta encontrar o produto certo para o consumidor, e não o contrário, como acontece com mais frequência. O consumo ocorre quando a empresa é mais eficiente na compilação, entrega e comunicação de produtos do que seus concorrentes.

Consultoria holística de marketing

O marketing holístico é quase uma evolução de outras diretrizes. Ele reconhece que tudo é importante no marketing – dos consumidores aos empregados e à concorrência.

Há interdependência entre marketing e seus efeitos. As ações de uma área devem ser coordenadas e criar unidade. O marketing holístico visa reconciliar a complexidade da atividade para trabalhar com algo único.

Entenda o ciclo de vida do mercado

Nada vai durar para sempre – e isso também se aplica ao mercado.

As mudanças no mercado e nos hábitos de consumo da população são notáveis ​​de tempos em tempos. Sabemos que a evolução é inevitável e que simboliza o fim de um determinado ciclo de vida do mercado.

As empresas precisam estar cientes dos grandes eventos que afetam a curva do mercado – questões como política, comportamento do consumidor e mentalidade da população de uma determinada geração são fundamentais para definir boas estratégias de mercado.

O ciclo de vida compreende quatro fases claramente definidas: início, crescimento, maturidade e declínio.

1. O começo

A fase de startup é caracterizada pela aquisição de novas habilidades, a conquista e desenvolvimento de tecnologias diferenciadas ou outras coisas que podem mudar a forma como o mercado pensa.

Um bom exemplo disso é a TV LED, por exemplo. Pouco foi dito sobre este tipo de tecnologia. De repente, o mercado começou a melhorar a eletrônica e mudar a mentalidade do consumidor, mostrando os verdadeiros benefícios desse tipo de tecnologia.

Empresas que são capazes de melhorar sua produção e desenvolver rapidamente cada uma dessas novas capacidades e tecnologias desenvolveram uma vantagem competitiva significativa sobre seus concorrentes.

Investimentos nesta fase são necessários, portanto, a rentabilidade é bastante baixa durante este período – mas tudo é equilibrado quando os resultados reais aparecem.

2. Crescimento

O crescimento é a segunda fase. É claro que, com o advento de novas tecnologias ou conhecimentos, o mercado está começando a exigir esse novo tipo de produto.

Neste caso você tem que estar preparado para as demandas do mercado.

Vejamos o exemplo acima mencionado de televisores LED: No início, poucas pessoas entenderam os verdadeiros benefícios desse tipo de produto.

No entanto, à medida que o mercado tomou conhecimento dos benefícios desse novo investimento, a demanda por esses produtos aumentou, aumentando significativamente o número de consumidores e empresas que trabalham com esse tipo de tecnologia.

3. Tempo de Maturação

Na maturidade, o mercado já é consistente em termos de tecnologia ou competência em questão. A competição já se estabilizou e a população já consumiu esse produto no momento da "febre".

Neste ponto da curva, a tecnologia já está estagnada e perdendo seu apelo. As empresas que tiveram que se adaptar a essa demanda já fizeram sua parte e tudo está configurado naquele momento (provavelmente alguém está estudando em algum lugar do mundo neste momento). Outra maneira de refinar os produtos – e o ciclo começa tudo de novo.

4. O declínio

Quando a tecnologia atinge a maturidade e perde seu apelo pelo desempenho da competição e pelo entusiasmo do público, o declínio começa.

Em geral, podemos ver uma mudança significativa na linha de desenvolvimento neste estágio antes que os concorrentes invistam.

Muitas empresas estão abandonando esse mercado e procurando novas tecnologias e recursos para iniciar uma nova tendência – e um novo ciclo começa.

Produto ou vida

Também deve ser lembrado que os produtos e serviços também têm um ciclo de vida específico baseado no crescimento ou declínio do mercado consumidor deste tipo de bens.

Todos os produtos desenvolvidos pelo mercado pareciam resolver um problema ou aproveitar oportunidades que passaram despercebidas no mercado.

Aqui está a mesma lógica do ciclo de vida do mercado: uma nova demanda é percebida; As empresas se esforçam para gerar os melhores produtos e serviços para garantir que o público compre este produto. No mercado há muita atividade, onde as pessoas estão procurando desesperadamente o produto em questão – todos compram; O mercado está estagnado e o produto está desativado devido ao desenvolvimento de uma nova tecnologia.

Você quer saber quanto sua empresa deve investir em marketing? Dê uma olhada na nossa calculadora!

A evolução do marketing

Desenvolvimento de Marketing

Nestes séculos de mudança e desenvolvimento, o marketing foi realizado de inúmeras maneiras diferentes.

Adote uma abordagem diferente, com uma abordagem e características diferentes, mas sempre com o mesmo objetivo: fazer um consumidor interagir com sua marca e se tornar um cliente.

É por isso que listamos algumas das opções que já existiam e ainda estão lá para marketing. No entanto, existem duas classificações que distinguem o marketing entre si: marketing de saída e marketing de entrada

Marketing de saída

Seu principal objetivo é atrair o consumidor de maneira concisa. Telemarketing, mala direta, e-mails de spam, anúncios em revistas, outdoors, pop-ups de sites e remarketing.

Todas essas formas de marketing servem para apresentar sua marca e seus produtos em primeiro lugar. Embora esse tipo de abordagem seja eficaz, tende a ser estressante para o consumidor.

Em alguns casos, ele encontra alguns anúncios.

Você gostaria de saber tudo sobre isso? Participe do Curso de Marketing e Vendas de Saída da Rock Content University! É grátis

Inbound Marketing

Técnicas projetadas para construir e estabelecer um relacionamento com os consumidores.

Embora você tenha a mesma intenção de vender, sua marca é tratada de maneira diferente no marketing de entrada.

Em vez de anunciar seus produtos e preços, os profissionais de marketing ensinar o mercadoObtenha autoridade e ajude os consumidores com o processo de compra.

E mesmo após a venda, o trabalho não é concluído.

Os clientes são treinados e "estragados" para se tornarem evangelistas de sua marca. Mais informações sobre essa tática podem ser encontradas em nosso blog especial sobre Inbound Marketing!

Apesar dessa enorme diferença entre as duas modalidades, o Outbound existe desde o início da era de marketing mais primitiva.

Inbound Marketing é o site mais amigável e saudável que tem sido praticado há vários anos. Ultimamente, Brian Halligan e Dharmesh Shah, fundadores do conceito e fundador da Hubspot, saíram no topo.

Guia Definitivo de Marketing de Entrada

Alguns tipos de marketing

Agora que você conhece o departamento que separa todos os tipos de marketing, você conhece alguns dos modelos mais importantes que já existiam e ainda são praticados em todo o mundo.

marketing direto

Com informações detalhadas do grupo-alvo, como nome, número de telefone, endereço, interesses, etc., são criadas mensagens diretas para esse consumidor. Os canais de contato utilizados são: emails, links, notícias e mala direta.

Marketing Indireto

Uma maneira mais sutil de gerenciar sua marca ou empresa em momentos que os consumidores não esperam. Usado geralmente em filmes, novelas, jogos e outros momentos em que não o vemos por nós mesmos.

Marketing Social

Empresas que apoiam e promovem importantes eventos culturais, como shows, filmes e outras causas sociais. Esse tipo de marketing cria uma imagem positiva da marca diante da população.

endomarketing

Esta é uma estratégia de marketing voltada para a atuação interna nas empresas. É isso mesmo, em vez de se concentrar em atividades externas, o endomarketing visa nutrir e engajar funcionários em uma organização específica.

Marketing Viral

A principal característica desta modalidade é o baixo custo ou baixo orçamento, mas tem um grande impacto. As atividades de marketing são realizadas de maneira não convencional.

Marketing Digital

Um dos aspectos mais atualizados do marketing, cujo principal canal de eficácia é o meio digital.

Marketing de Conteúdo

Modelo de marketing que ganhou enorme importância nos últimos anos. Depois de perceber a necessidade e a importância de gerar conteúdo que os consumidores possam esclarecer, as empresas adotaram essa tática de marketing inbound.

Se você estiver interessado no assunto, recomendamos o curso gratuito de marketing de conteúdo da Rock Content University! O material é gratuito e eles ainda oferecem um certificado para aqueles que passaram no exame para o curso.

Marketing pessoal

Nesse tipo de marketing, podemos defini-lo como um conjunto de estratégias que são aplicadas de maneira coerente e planejada, dando à sua imagem pessoal um valor maior.

marketing de relacionamento

O marketing de relacionamento nada mais é do que todas as ações da empresa para construir e manter um relacionamento positivo com seus clientes.

Além dessas espécies mencionadas, ainda existem muitos outros tipos de marketing que estão constantemente surgindo. O mercado e os consumidores estão constantemente mudando, e essa é uma das principais razões que cria a necessidade de novos modelos de marketing.

Produktmarketing

Produktmarketing ist eine Art von Marketing (oder "Strang" oder "Schule"), deren Schwerpunkt auf dem Marketing liegt Produkte und Menschen verbinden,

Ihr Ziel ist es, die richtigen Konsumenten für ein bestimmtes Produkt zu finden und eine für diese Konsumenten interessante Verkaufsmethode zu schaffen.

Für diese Arbeit ist das Verständnis des Profils des Käufers unerlässlich.

Definieren wir in wenigen Worten die Funktionen des Produktmarketings.

Wie Sie sich vorstellen können, ist Produktmarketing daher von entscheidender Bedeutung neues Produkt wird auf dem Markt veröffentlicht.

Outra situação em que seu papel é crucial é quando um produto que já existe vai ser introduzido em um novo mercado, no qual os consumidores ainda não o conhecem.

Mais um uso interessante do Marketing de Produto é para testar a recepção de um pequeno grupo de consumidores a um novo lançamento, antes de liberar o produto para o público em geral.

(Se você clicou para começar a ouvir por aqui, é porque já sabe os conceitos básicos e os principais tipos de Marketing)

O que fazem os profissionais de marketing?

Para você ser um profissional de marketing você precisa, antes de tudo, ter uma mente analítica,

Métricas e números farão parte da sua profissão e é essencial que você tenha familiaridade com eles.

O profissional de marketing é responsável por detectar e avaliar novas oportunidades de negócios.

É sua função desenvolver um planejamento e estratégia para atrair e encantar o consumidor, propagando a mensagem e o produto de uma marca.

Ele deve sempre medir o impacto e resultados de suas ações (por isso é tão importante ter uma mente analítica), além de ser criativo e inovador para buscar por novas soluções para ações para sua empresa.

Também é papel do profissional de marketing entender a fundo seu público-alvo – só sabendo exatamente para quem ele está vendendo sua linguagem e campanhas poderá ser adaptado a esse público.

É essencial que a curiosidade faça parte de seu perfil – um bom profissional de marketing está sempre procurando por novas tendências mundiais e se mantendo atualizado com o mundo da mídia e da comunicação.

Por isso o domínio da língua inglesa e outras línguas estrangeiras é tão importante: ele precisa procurar por referências, estudos e novas ideias e fazer isso apenas em sua língua materna pode ser extremamente limitante.

Domínio de diversas ferramentas também é um grande diferencial de um profissional de marketing de qualidade.

Entender de SEO, Adwords, redes sociais e ser um mestre do Google Analytics faz com que esse profissional entenda melhor suas metas e o que fazer para atingi-las.

Não há uma fórmula perfeita para um profissional de marketing. O importante é foco, olho nas metas, determinação e conhecimento para atingir seus objetivos.

Ebook Times de Marketing

Estratégia de Marketing: o que é e como fazer?

Alguns termos se espalham tão rapidamente que todo mundo começa a usá-los, muitas vezes sem realmente entender o que significam.

Então, quando falamos em ter uma estratégia de marketing, o que isso realmente significa?

A própria ideia de traçar uma estratégia dá uma noção de que é preciso se planejar, pensar bem antes de tomar qualquer medida prática.

Mas, uma estratégia bem-sucedida é mais do que uma preparação antecipada. Envolve também um acompanhamento enquanto a execução do projeto. Isso envolve:

Definir objetivos claros

Como há muitos objetivos possíveis, e várias maneiras de alcançar cada um, escolher o que você pretende alcançar com o marketing digital é o primeiro passo para uma estratégia de sucesso.

Depois de definir claramente o que se pretende alcançar, é muito mais fácil se concentrar apenas nas ações que ajudarão a empresa nisso, e ter noção de quanto tempo isso vai demorar.

Por isso, podemos dizer que uma estratégia de marketing só funciona quando tem objetivos bem definidos e compartilhados por todos na empresa.

Se comunicar de forma constante

É verdade que esse requisito é importante em qualquer setor de toda empresa, mas no que diz respeito a uma estratégia de marketing, é importante reforçar esse aspecto.

Alguns ainda caem no erro de pensar que fazer marketing significa trabalhar apenas com a inspiração e a criatividade, mas não é bem assim.

Há muitos processos e estruturas envolvidos nesse trabalho, e a boa comunicação garante que todos os profissionais façam o seu melhor a cada momento.

Seguir boas práticas

Seguir boas práticas da indústria também tem um papel importante no sucesso da sua estratégia. Mas, o que significa isso?

Especialmente quando falamos de marketing digital, tudo muda muito rápido. Então, seja qual for o assunto — desde SEO à e-mail marketing —, é preciso se manter atualizado.

Isso inclui ler blogs especializados (como esse!), investir em treinamentos e testar novas possibilidades de acordo com o que você observa ao longo da estratégia.

Fazer isso vai te ajudar a continuar relevante, mesmo que aconteçam mudanças radicais.

Analisar resultados

Como saber se a estratégia está funcionando? A única forma é por acompanhar e analisar os resultados do trabalho que está sendo feito.

No caso do marketing isso acontece por analisar o que chamamos de métricas e KPIs. Essas métricas são dados relevantes sobre pontos específicos do planejamento.

Por exemplo, é possível saber quantos novos clientes a empresa conseguiu, quanto lucro isso trouxe, entre outras informações.

Depois é só comparar isso com os objetivos definidos e ver se o negócio está no caminho certo ou não.

Guia do Google Analytics

5 elementos indispensáveis uma estratégia de marketing vencedora

A estratégia de cada empresa deve ser única, levando em conta o público a ser atingido, os objetivos da empresa, os recursos disponíveis e uma série de fatores.

Mas, alguns elementos são indispensáveis para qualquer marca que espera fazer do marketing digital uma arma. Veja quais são eles:

1. Personas sólidas

As personas são fundamentais para uma estratégia de marketing dar certo. Elas serão o norte de tudo o que virá depois, então errar na criação das personas seria um grande problema.

Por isso, siga os passos corretamente sem pular etapas, pense bem nas perguntas que vai fazer aos seus clientes atuais e monte uma persona sólida.

Também não se preocupe em criar personas demais. Uma ou duas (no máximo) são mais do que suficientes.

2. Bons canais de marketing

Existem muitos canais de marketing que você pode explorar, e o melhor é que não precisa escolher só um deles.

A única regra é não manter funcionando um canal que você não encara com seriedade ou que não é relevante para o seu negócio.

Podemos destacar entre os principais canais:

  • Blog: O canal mais fácil e conhecido para produzir conteúdo e ganhar credibilidade com seu público;
  • Redes sociais: Facebook, Twitter, Snapchat, Instagram, LinkedIn e outras redes são canais perfeitos para se manter próximo ao seu público;
  • Canal de vídeos: Seja uma página em seu site ou um canal no Youtube, os vídeos chegaram para ficar e são muito úteis para uma estratégia;
  • E-mail marketing: Manter uma newsletter é simples, barato e super eficiente para manter os seus fãs engajados;
  • SEO: Não se engane, o Google pode ser um importante canal de visitas para o seu site.

3. Ferramentas de qualidade

Um bom profissional precisa de boas ferramentas, certo? Com o marketing não é diferente, e o que não falta são ferramentas para te ajudar no dia a dia.

Desde bancos de imagens gratuitas a ferramentas de análise de métricas, há tanto recursos gratuitos quanto pagos que são essenciais para que as suas tarefas sejam feitas sem problemas.

Já fizemos algumas listas de ferramentas úteis para:

4. Entender o ambiente digital

Já teve a infelicidade de chegar num lugar e ver alguém se comportar de maneira completamente inapropriada?

É isso que acontece quando uma empresa resolve investir em marketing digital, mas não tira tempo para entender como funciona esse ambiente.

O resultado é deixar todos em volta — nesse caso os prospectivos fãs da marca — desconfortáveis, e causar vergonha para si.

Por entender algumas regras de conduta da internet, é possível evitar muitas dores de cabeça e garantir que os resultados não sejam prejudicados.

5. KPIs apropriados

Já falamos como os KPIs são importantes na hora de analisar os resultados da estratégia, mas é preciso escolher indicadores apropriados para medir os objetivos que você escolheu,

Existem KPIs para vendas, marketing, atendimento, SEO e tudo que for relevante para as suas metas. Basta escolher e acompanhar.

Pois é, ter uma estratégia de marketing bem montada e segui-la de perto não é opcional para quem deseja mesmo se beneficiar do poder que o marketing digital tem para os negócios.

Felizmente, você já sabe o que fazer e está pronto para começar seu planejamento!

Universidade Rock Content

Quais são os objetivos do Marketing?

Os objetivos do Marketing são:

  1. Vender mais;
  2. Fidelizar clientes;
  3. Aumentar a visibilidade de marcas, produtos e serviços;
  4. Gerenciar uma marca;
  5. Construir boas relações com consumidores e parceiros;
  6. Educar o mercado;
  7. Engajar colaboradores.

Para ler como cada objetivo desse é alcançado, leia nosso artigo completo sobre os objetivos de marketing.

Os 5 melhores livros sobre marketing

A Vaca Roxa, de Seth Godin

livros de marketing - 1

Um dos livros mais clássicos sobre marketing.

Godin fala nesse livro sobre o desafio de ser diferente da concorrência e se destacar em um mercado cada dia mais competitivo. Leitura obrigatória para os interessados em marketing.

Marketing 3.0 – As Forças Que Estão Definindo o Novo Marketing Centrado No Ser Humano, de Philip Kotler

Marketing 3.0

Kotler discorre nesse livro sobre o novo modelo de marketing, que enxerga os consumidores como seres únicos e com desejos diferentes. Confira um resumo do livro aqui.

Marketing de Permissão, de Seth Godin

livros de marketing - 6

De novo citamos Seth Godin, um dos maiores autores de marketing.

Em marketing de permissão, Godin introduz o Inbound Marketing e ensina como fazer e criar conteúdo que atraia os consumidores para sua marca. Confira um resumo do livro aqui.

Contágio – Por Que As Coisas Pegam, de Jonah Berger

Livro de marketing - Contágio

Como viralizar e ter sucesso com o público? Nesse livro, você aprenderá a ciência por trás de conteúdos extremamente populares – e como fazer algo

As 22 Leis Imutáveis do Marketing, de Al Ries e Jack Trout

As 22 Leis imutáveis do Marketing

Segundo os autores, existem 22 leis do marketing não podem nunca ser quebradas sem que você comprometa seu planejamento. Confira um resumo do livro aqui.

Filmes sobre marketing: 0s 5 filmes que todo profissional de marketing deveria ver

Obrigado por Fumar (Thank you for Smoking) – 2005

Obrigado por fumar explora a indústria do cigarro e o poder do marketing e da publicidade em influenciar os hábitos de consumo da população.

Cidadão Kane (Citizen Kane) – 1941

Um dos filmes mais clássicos do ramo, Cidadão Kane explora o poder da imprensa americana em construir mitos.

No – 2012

Um dos melhores filmes (e baseado em fatos reais) para entender o poder da propaganda e da sua mensagem, ao acompanharmos a jornada de um jovem publicitário ao tentar derrubar a ditadura no Chile

A Rede Social (The Social Network) – 2010

A rede social explora a origem e crescimento da maior rede social da atualidade, o Facebook. Essencial para entender as redes sociais.

O Lobo de Wall Street

Conta a história de Jordan Belfort, a construção da sua riqueza e sua decadência. Muito interessante para conhecer mais a fundo os detalhes mais sórdidos do mercado.

Falar sobre um tema tão amplo como o Marketing costuma não ser uma tarefa fácil.

Este pequeno artigo foi desenvolvido com o intuito de auxiliar a sua compreensão no que diz respeito ao Marketing.

Caso você tenha dúvidas, sugestões ou quaisquer comentários sobre o texto, aproveita a aba de comentários abaixo e compartilhe seus pensamentos conosco.

Quer também entender tudo sobre marketing de conteúdo? Confira nossa enciclopédia, o maior material em língua portuguesa sobre o assunto!

Quer aprofundar ainda mais seus conhecimentos? Confira alguns conteúdos ricos:

Bônus: os melhores blogs, livros e filmes para você aprender mais sobre marketing

Sabemos que, depois de tanta teoria, pode ser um pouco difícil assimilar tudo que falamos por aqui sobre marketing. E acreditamos que a prática, aliada a teoria, é uma fórmula mágica para o sucesso.

Por isso aqui vamos listar blogs, livros e filmes para você aprender muito mais sobre o assunto de uma maneira prática e objetiva.

Os 8 melhores blogs nacionais sobre marketing

Marketing de Conteúdo

O blog da Rock Content é um dos mais completos blogs sobre marketing do Brasil. A maior parte dos seus conteúdos são focados em Marketing Digital, Marketing de Conteúdo e SEO. Mas todas as vertentes do marketing são abordadas. O blog ideal para estar atualizado com o mercado e aprender com os mais completos conteúdos.

Mundo do Marketing

O Mundo do Marketing é um portal completo que analisa o mercado do marketing no Brasil. Lá você pode encontrar artigos e muita informação para todos profissionais interessados em Marketing.

Resultados Digitais

Se você está procurando resultados reais com marketing digital, o blog da Resultados Digitais é leitura obrigatória. Os posts são diretos e instrutivos e irão te ajudar muito a construir uma estratégia de marketing digital eficiente.

Ideia de Marketing

Artigos sobre design, publicidade, comunicação, branding e muito mais. O Idéia de Marketing fala sobre os mais diversos assuntos do mundo de comunicação e marketing.

Saia do Lugar

Blog essencial sobre empreendedorismo sem enrolação. O Saia do Lugar é o site para você que deseja empreender e entender melhor sobre negócios.

Viver de Blog

Blog de Henrique Carvalho, onde você vai encontrar dicas para alavancar o seu próprio blog. Henrique é referência no marketing digital.

Brainstorm 9

O Brainstorm 9 fala sobre criatividade e inspiração nas mais diversas áreas: negócios, mídias sociais, publicidade, comunicação. Um prato cheio para todo profissional de marketing.

Outbound Marketing

Blog referência em assuntos relacionados a integração de vendas com estratégias de marketing. Focado em geração de resultado no curto prazo, o blog da Outbound Marketing fala também sobre negociação, Inbound e formas criativas de gerar leads.

Os 5 melhores blogs gringos sobre marketing

Marketo

O blog da Marketo é um dos mais completos do mercado, com posts sobre mídias sociais, automação de marketing, marketing de conteúdo e email marketing.

KISSmetrics

O Kiss Metrics é focado em métricas para marketing. Lembra que falamos da importância de uma mente analítica?

Seth Godin

Seth Godin foi fundador de uma das primeiras empresas de marketing digital, a Yoyodyne, que foi comprada pelo Yahoo em 1998. É um dos gurus do marketing atual.

HubSpot

A HubSpot é uma das maiores empresas de Inbound Marketing do mundo e seu blog é um prato cheio para quem quer aprender sobre o assunto.

Mashable

Site de notícias e tendências, essencial para se manter atualizado com o que anda acontecendo no mercado.

Guia de Carreiras em Marketing

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like

Como Renomear Arquivo Linux

Este terminal é uma ferramenta insubstituível para administradores de servidores Linux. Os…

Aprenda Como Listar Usuários no MySQL Usando Linux

O MySQL é um dos gerenciadores de banco de dados mais populares…

Aprenda O Que é LocalHost e as Vantagens de Usá-lo

Todo mundo usa uma linguagem para se comunicar com outras pessoas. No…

Como Fazer Uma Intranet Com WordPress

Se você é um desenvolvedor profissional e suas atividades estão aumentando, a…